Comércio virtual já representa 5% das vendas do varejo

Publicado: 22 de fevereiro de 2008 em E-commerce
O computador revela-se uma poderosa ferramenta de negócios.
Lojas estão aderindo a esse tipo de comércio.

Do G1, com informações do Bom Dia Brasil

Para muita gente, sair para fazer compras é uma diversão. Mas, com o tempo cada vez mais curto, a internet vem conquistando espaço como meio de compras. Hoje, o comércio virtual já representa 5% do total das vendas no varejo.

No início, muitos comerciantes tradicionais duvidaram da eficácia dessa ferramenta de negócios. Hoje, os números do comércio virtual batem recordes e antigas lojas vão aderindo.

Veja o site do Bom Dia Brasil

Em 2007, o faturamento do comércio virtual atingiu R$ 13 bilhões, incluindo automóveis, turismo e leilões. Foi um crescimento de 1.000% em seis anos. Ao todo, 9,8 milhões de compradores fizeram, em média, nove compras durante o ano. O cartão de crédito é forma de pagamento preferida por 68% dos consumidores.

 Atacadista

A arte de administrar com sucesso uma empresa atacadista no Rio de Janeiro passou de pai para filho. Durante 28 anos, mudanças aconteceram, mas sempre muito lentas. Todo cuidado era pouco para manter o cliente.

O galpão tem seis mil metros quadrados, lotados de mercadorias até o teto. São 12 mil itens, entre materiais de construção, papelaria e produtos para informática. Escolher o que comprar requer paciência, tempo e até um certo esforço físico.

Já em outro espaço, conforto para o consumidor é o que não falta. Na tela do computador, todos os produtos podem ser avaliados, comparados e escolhidos à vontade. O comércio virtual foi uma surpresa e tanto para o empresário Jorge Luiz Neves.

“Quando começou, nós visualizávamos apenas como esse canal, como essa oportunidade de comunicação com o cliente, e se demonstrou efetivamente uma grande oportunidade de negócio”, comentou o empresário Jorge Luiz Neves.

 Definindo o negócio

Especialista em montar empresas virtuais, o analista de sistemas Márcio Morais alerta: primeiramente é preciso definir bem os produtos oferecidos e a forma de pagamento. E importante: a página tem que ser de fácil navegação.

“Fazer uma loja virtual hoje é um investimento, porque na verdade você está montando uma equipe de vendas para trabalhar para sua empresa”, explica o analista de sistemas Márcio Morais.

Todos os equipamentos de uma agência de turismo o empresário Waldyr Júnior escolheu e pagou pela internet. Trata-se de um mecanismo de compra e venda que, para ele, não pode mais ser ignorado nem por vendedores, nem pelos consumidores.

“O dinheiro de plástico já é uma realidade, e o comércio pela internet está se tornando cada vez mais comum. Tanto é que na empresa, além de nós consumirmos pela internet, nós vendemos pela internet também. A nossa venda gira em torno hoje de 60% a 70% do comércio da empresa pela internet”, diz o empresário Waldyr Júnior.

initZoom(‘mudaFonte’);

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s