Internet é grande aliada do consumidor

Publicado: 28 de janeiro de 2009 em Comércio Eletrônico (E-commerce)
Tags:

internet

O consumidor tem na web uma rica fonte de informação para auxiliar suas decisões de compra e fazer valer seus direitos

Uma pesquisa da F/Radar realizada no mês passado mostra que 48% dos 64,5 milhões de internautas brasileiros levam em consideração a opinião de outros usuários publicada na internet antes de adquirir um produto ou serviço. Nos Estados Unidos, de acordo com a consultoria Deloitte & Touche, mais de 60% dos consumidores buscam a opinião de outros na Internet e 82% deste universo de usuários foram diretamente influenciados pelas análises no momento da compra. Na era da web colaborativa, a rede mundial de computadores fortalece o consumidor, que tem na tela do PC as informações de que precisa para fazer uma boa escolha na hora de comprar. Para isso, basta saber tirar proveito de sites de comparação, redes sociais, comunidades e fóruns online onde os usuários expressam suas críticas, dicas e avaliações sobre produtos e serviços.

“O bom e velho boca-a-boca agora conta com aliados poderosos, como páginas de relacionamento e blogs. Se no passado a opinião de um vizinho bastava para garantir a credibilidade de um produto, hoje, através das redes sociais, o mesmo personagem consegue expor suas impressões e dicas para mais de 64 milhões de brasileiros”, afirma o especialista em comunicação interativa Moriael Paiva.

De acordo com o estudo da F/Radar, 26% dos entrevistados já expuseram sua opinião na internet e 20% já fizeram reclamações online relativas a algum bem de consumo. Sabedoras dessa tendência, muitas lojas virtuais tomaram a iniciativa de criar um espaço em seus sites onde os próprios clientes podem expor sua opinião sobre os produtos adquiridos. Uma das pioneiras nesse sentido foi a famosa loja virtual Amazon.com. O mesmo já foi seguido por sites brasileiros de comércio eletrônico, como Americanas.com e Submarino. ‘‘A opinião expressa na internet não só apoia a decisão dos compradores como também vem se tornando forte aliada das empresas. A partir dessa realidade, cresce a preocupação dos fabricantes em manter a qualidade no atendimento às exigências de seu público alvo. Os recursos disponíveis na rede podem destruir toda uma estratégia de imagem. Por isso, as corporações estão mais atentas à forma como a comunicação com os consumidores é feita e elas próprias vêm se valendo do meio online’’, diz Paiva.

Uma útil ferramenta que também inclui a opinião dos internautas são os sites de comparação de preços. O site Zura! (www.zura.com.br) é um bom exemplo. Além de viabilizar na internet a boa e velha pechincha, o site apresenta a avaliação das lojas pelos usuários, com comentários. O Zura! também mantém, no rodapé de sua página, um link para uma lista de ‘‘lojas não recomendadas’’ — com dezenas de empresas da internet que, segundo o site, ‘‘apresentaram atividades comerciais pouco confiáveis’’.

Mais independentes do que os espaços de opinião dos consumidores nas lojas virtuais, as comunidades virtuais e fóruns online são as ferramentas mais poderosas para o cidadão que tira proveito da internet na era do consumo colaborativo. Eles são úteis tanto para consultas, antes da compra de um produto ou contratação de um serviço, como para que o usuário coloque a boca no trombone para elogiar ou reclamar. Nessa categoria, valem desde os acessos ao Orkut (www.orkut.com) até a sites especializados, como o Reclame Aqui (www.reclameaqui.com.br) e o Ivox (www.ivox.com.br).

‘‘O fenômeno do chamado consumo colaborativo não é novidade. A diferença é que, com a quebra de barreiras geográficas proporcionada pelos meios online, o consumidor conquistou o posto de principal propagandista de marcas e tendências, tendo ainda a característica de impulsionar críticas, positivas ou negativas, em fração de segundos’’, afirma Moriael Paiva. ‘‘O usuário agora é um porta-voz ativo, cada vez mais consciente do seu poder’’, completa o especialista.

FONTES DE INFORMAÇÕES

Comunidades: Redes sociais, como o Orkut, abrigam muitas comunidades que expressam opinião sobre produtos e empresas

Comparação de preços: Além de comparar preços, sites como o Zura! (www.zura.com.br) e BuscaPé (www.buscape.com.br) têm avaliações das lojas feitas pelos usuários

Fóruns: Os fóruns de opinião podem ser ferramentas úteis de informação independente. Entre as opções estão Baboo (www.babooforum.com.br) e o Fórum PCs (www.forumpcs.com.br)

SITES ESPECIALIZADOS: Há sites especializados em dar voz aos consumidores, como o iVox (www.ivox.com.br) e o ReclameAqui (www.reclameaqui.com.br)

Fonte: Diário do Nordeste Online

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s