Posts com Tag ‘e-commerce; ecomerce; e-comerce; e-commerce; comércio eletrônico; comercio eletronico; lojas virtuais; loja virtual;’

São Paulo, 9 jan (EFE).- O comércio eletrônico no Brasil cresceu 30% em 2008, apesar da crise financeira internacional que sacudiu os mercados e afetou o consumo, revelou hoje um balanço anual da empresa de consultoria especializada e-Bit.

Segundo o relatório, o faturamento de negócios pela internet, sem incluir a compra e venda de automóveis, passagens aéreas e leilões eletrônicos judiciais, chegou no ano passado a R$ 8,2 bilhões.

Antes da crise, agravada no último trimestre do ano, a previsão para o ano era de um crescimento de 35%.

O diretor da e-Bit e responsável do relatório, Pedro Guasti, destacou a “inteligência” do consumidor como o principal fator para o aumento no comércio eletrônico brasileiro.

“A internet é um meio que oferece diversos tipos de informação para os usuários, que acabam se sentindo mais seguros”, disse o executivo no comentário do balanço.

Em 2008, 3,7 milhões de consumidores brasileiros fizeram sua primeira compra pela internet, situação que também contribuiu para a alta e para evitar uma contração após a crise global.

Para 2009, com um “ajuste” da economia global em sua intenção de recuperação, o comércio eletrônico brasileiro espera um crescimento entre 20% e 25%, aos R$ 10 bilhões.
Fonte: EFE através d G1

São Paulo, 9 jan (EFE).- O comércio eletrônico no Brasil cresceu 30% em 2008, apesar da crise financeira internacional que sacudiu os mercados e afetou o consumo, revelou hoje um balanço anual da empresa de consultoria especializada e-Bit.

Segundo o relatório, o faturamento de negócios pela internet, sem incluir a compra e venda de automóveis, passagens aéreas e leilões eletrônicos judiciais, chegou no ano passado a R$ 8,2 bilhões.

Antes da crise, agravada no último trimestre do ano, a previsão para o ano era de um crescimento de 35%.

O diretor da e-Bit e responsável do relatório, Pedro Guasti, destacou a “inteligência” do consumidor como o principal fator para o aumento no comércio eletrônico brasileiro.

“A internet é um meio que oferece diversos tipos de informação para os usuários, que acabam se sentindo mais seguros”, disse o executivo no comentário do balanço.

Em 2008, 3,7 milhões de consumidores brasileiros fizeram sua primeira compra pela internet, situação que também contribuiu para a alta e para evitar uma contração após a crise global.

Para 2009, com um “ajuste” da economia global em sua intenção de recuperação, o comércio eletrônico brasileiro espera um crescimento entre 20% e 25%, aos R$ 10 bilhões.
Fonte: EFE através d G1